segunda-feira, 25 de maio de 2015

Sobre o hoje

Hoje tô MPB.
Sentindo cada poema com a pele,
Balbuciando e murmurando
Cada frase na ponta da língua.

Hoje tô Poesia.
Tristeza e dependência,
Carência e demência.
Hoje tô tropeços.
Erros, culpas,

Hoje tô seriedade demais.
Tô esboço em papel e carvão.

Amanhã vou acordar ritmo,
Quadril, pés, braços e abraços.
Beijos, quem sabe até mesmo descalços.

Mas hoje, me guardo.
Enrolo e suspiro.
Hoje tô MPB, doa a quem doer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário